Páscoa

Estamos na festa da Páscoa, que é a festa cristã por excelência. Para compreender bem o sentido desta Festa, partamos do texto do Quarto Evangelho: “Antes da festa da Páscoa, sabendo Jesus que chegara sua hora de passar deste mundo para o Pai, tendo amado os seus que estavam no mundo, amou-os até o fim” (Jo 13,1). Este versículo nos indica várias coisas:

(1) A Páscoa de Jesus deu-se dentro da Páscoa dos judeus: foi no quadro da Páscoa judaica que ele instituiu e celebrou a sua. Na Páscoa de Jesus a Páscoa judaica é cumprida, isto é, encontra sua realização plena: a libertação definitiva não foi aquela, dos judeus, que saíram do Egito, atravessaram o mar e entraram na Terra Prometida, mas sim a de Jesus, que saiu deste mundo, atravessou o mar tenebroso da morte e entrou na plenitude do Pai.

(2) A palavra “páscoa” é explicada pelos judeus como significando “passagem”: "passagem" porque Deus feriu os primogênitos dos egípcios, mas “passou” adiante na casa dos hebreus, poupando seus primogênitos: Deus passou pelo Egito e “pulou” as casas do povo de Israel (cf. Ex 11,1-10); "passagem" também porque Israel passou pelo mar, saindo do estado de escravidão para a liberdade, como povo: o Senhor De