A fecundidade de quem hospeda o Senhor

Há uma perícope dos evangelhos (cf. Lc 10-38-42) em que a Palavra de Deus fala em hospedar o Senhor. O Salvador faz-se hóspede na casa da Marta e de Maria, irmãs de Lázaro de Betânia. As duas acolhem Jesus; Maria acolhe-o de modo perfeito, pois que não somente dá-lhe sua atividade, mas dá-lhe um coração que escuta, que é capaz de acolhê-lo em profundidade.

A passagem nos chama atenção para o fato profundo do ser cristão: não se trata simplesmente de crer no Cristo, mas de um esforço constante em acolhê-lo na vida, fazendo-o íntimo nosso, numa conaturalidade de amor e sentimento. Aquilo de que falava São Paulo ao exortar: “Tende em vós os mesmos sentimentos do Cristo Jesus!” Este é, efetivamente, o grande desafio do cristianismo: a amizade, a intimidade, a disponibilidade de