"Eles, por uma coroa perecível..."

Estamos às portas de mais uma Copa do Mundo: é um dos pratos do dia. Investe-se tanto em esporte, divulgado como a coisa mais séria do mundo; os atletas, como modelos de vida a serem admirados e seguidos; os treinos, o esforço, a disciplina esportiva, tudo visto como virtude e altruísmo... Claro: em si, o esporte é um bem. O problema é o modo como hoje ele é visto e valorizado, a mística que se criou em torno dele!

Quando nossa sociedade era cristã, os heróis não eram os atletas, mas os santos: aqueles que empenharam a vida em Cristo e, por ele, deram tudo a Deus e aos irmãos.

Escutam-se slo