Please reload

Posts Recentes

Is 53,10-11

Sl 32

Hb 4,14-16

Mc 10,35-45

Comecemos observando o Evangelho.

Notemos como os dois irmãos, Tiago e João, se dirigem a Jesus: “Queremos que faç...

Homilia para o XXIX Domingo Comum - Ano B

October 23, 2018

1/2
Please reload

Posts Em Destaque

Bendito seja Jesus!

September 17, 2017

“É verdade que Cristo foi crucificado, em razão da Sua fraqueza, mas está vivo, pelo Poder de Deus.
Nós também somos fracos Nele, mas com Ele viveremos, pelo Poder de Deus para convosco” (2Cor 13,4).

Palavra misteriosa, comovente!

Cristo foi crucificado em razão de Sua fraqueza.
Se não Se tivesse feito homem, não poderia ser crucificado: não teria saudade, não sentiria solidão, não experimentaria a angústia nem a privação nem o tremendo medo da morte. Não faria experiência da dor, a tremenda dor dos filhos de Adão...

Se não tivesse vindo a nós, assumindo nossa humana condição, não poderia ter sido aprisionado, forçado, vilipendiado fisicamente.
Ei-Lo ali! Não tinha como fugir! Teria mil legiões se não se tivesse feito homem... Mas, homem, frágil, contingente, cabe-lhe a sorte de todo degredado filho de Eva: teria de morrer de qualquer modo: cruz, enfermidade, idade... Assumiu a fraqueza e foi crucificado em fraqueza! Não tinha como desvencilhar-se dos guardas, não tinha como enfrentar os mais fortes...

Fraqueza real, dolorosa, humilhante; fraqueza que magoa o corpo e o coração!
Deus feito fraco, Deus crucificado em fraqueza, Deus incapaz de salvar-Se a Si mesmo!
Cristo foi tudo isto – e não temos como negá-lo, por mais embaraçoso que possa parecer: “É verdade que Cristo foi crucificado, em razão da Sua fraqueza”...
E, feito fraco assim, não tem como Se salvar sozinho!
Cristo nosso Deus Se fez Deus incapaz de salvar-Se, de sozinho escapar da morte. Ele, a quem ninguém poderia tirar a vida, ao encarnar-Se abriu a possibilidade de dar a vida, entrando livremente naquela situação em que puderam arrancar-Lhe violentamente a vida!
Cristo fraco, realmente fraco! Cristo crucificado porque era fraco, crucificado em fraqueza!

“Mas está vivo, pelo Poder de Deus!”
Cristo, feito homem frágil, feito mortal, morto por amor de nós! Mas, agora, está vivo, ressuscitado pelo Poder de Deus, isto é, pelo Espírito de Deus!
Ele, agora, é todo Espírito, é todo humanidade glorificada, plenificada, fonte de Vida e salvação para toda a raça dos filhos do velho Adão, para toda a criação!
Da humanidade santíssima de Jesus ressuscitado brota o Espírito de salvação que inunda de Vida divina tudo quanto existe!

“Nós também somos fracos Nele”, mesmo Seus discípulos, mesmos batizados, mesmo tendo em nós o Seu Espírito de Vida, santidade e ressurreição, somos fracos da fraqueza de toda a humanidade...
Mas, agora, nossa fraqueza não é mais só nossa, não é mais sem sentido: é participação na fraqueza Dele, fraqueza que foi causa da força de salvação!
Todas as fraquezas da vida: nossas dores, buscas, solidões, nosso nascer e nosso morrer, tudo isso podemos viver Nele e com Ele: somos fracos na fraqueza Dele, procurando viver tudo isto como Ele, unido ao Pai e na obediência ao Pai! E aí, então, “com Ele viveremos, pelo Poder de Deus”, pela mesma potência do mesmo Espírito do Pai que ressuscitou Jesus dentre os mortos!

Compreendes, Irmão em Cristo?
Porque o Senhor fez-Se um de nós na dura estrada da vida, nós podemos viver nossa vida, com todas as durezas e imprevisibilidades, unidos a Ele!
Porque Cristo, derrotado em fraqueza na cruz, foi ressuscitado pelo Pai no Espírito de Vida e santidade, nós também com Ele, Nele e por causa Dele, ressuscitaremos em Glória!
Eis nossa esperança, nossa certeza, nosso destino, nossa inspiração, nossa motivação para viver as imprevisibilidades e reveses da vida!

Bendito seja Jesus, nosso Senhor, que veio até nós!
Bendito seja Jesus, que Se humilhou e participou de nossa pobre condição humana!
Bendito seja Jesus, que de nos chamar irmãos não Se envergonhou!
Bendito seja Jesus, que venceu como homem e nos uniu à Sua triunfante vitória!
Bendito seja Jesus, Servo agora feito Senhor do Céu e da terra, homem glorificado, Primogênito dentre os mortos que ressuscitam com Ele!

E bendito sejas tu, Irmão cristão, que na vida tens esta fé e guardas esta esperança, na amorosa caridade de Cristo!
Que Ele, pelo Seu infinito poder, te conduza à Eternidade! Amém.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga
Please reload

Procurar por tags