Please reload

Posts Recentes

Is 53,10-11

Sl 32

Hb 4,14-16

Mc 10,35-45

Comecemos observando o Evangelho.

Notemos como os dois irmãos, Tiago e João, se dirigem a Jesus: “Queremos que faç...

Homilia para o XXIX Domingo Comum - Ano B

October 23, 2018

1/2
Please reload

Posts Em Destaque

Meditação 32 | Retiro Quaresmal - "São estas as palavras..."

March 25, 2018

Reze o Salmo 119/118,73-80
Agora, leia com piedade, com atenção e um coração que escuta Dt 27 – 28

1. Estes são capítulos tremendos! Depois de apresentar as normas, as leis, os mandamentos, expressão da vontade santa do Senhor Deus de Israel, Moisés proclamará as bênçãos e as maldições que esperam o Povo Santo, dependendo do comportamento que tenha em relação ao Senhor Deus! Sim, diante de Deus não se pode ser neutro! O Eterno é o lastro, o sentido, o fundamento, o sustento, a essência da existência das Suas criaturas! Viver Nele, aberto a Ele, é viver; fechar-se para Ele numa autonomia mentirosa, ilusória, vazia, é viver na mentira, na ilusão, é morrer, é viver na Morte do não-sentido, da não-existência, do absurdo eterno! Toda esta tremenda verdade é expressa na linguagem própria dos tratados de aliança do antigo Oriente Médio, que terminavam evocando bênçãos e maldições sobre quem obedecesse ou desobedecesse ao acordo feito! É disto que tratam estes capítulos. Interessante – e eu já recordei isto antes, ao longo destas meditações – que o Evangelho de Mateus, também nos coloca entre a bênção e a maldição: no início, a bênção (cf. 5,1-12); no final, a maldição (cf. 23,13-29)! Como você pode ver, também o cristão, discípulo do Senhor Jesus, Deus feito homem, tem que escolher entre viver na bênção ou na maldição! Pelo amor de Deus, qual a sua escolha, meu Amigo? Qual a minha? – pergunto-me eu mesmo, olhando a minha própria vida...
– Senhor, Jesus Cristo, Filho de Deus, tem piedade de mim, pecador! Senhor Jesus Cristo, Filho de Deus, tem piedade de mim, pecador! Senhor Jesus Cristo, Filho de Deus, tem piedade de mim, pecador!

2. Impressiona demais como a Escritura exorta (e esta exortação é viva, é atual, é para o Antigo Israel e para o Novo, a Igreja, é para mim, é para você): “Fica em silêncio e ouve, ó Israel!” (27,9b) Tremendo! O silêncio, o coração aberto, o santo temor, o respeito sagrado, o senso da santidade de Deus, com Quem não se pode brincar ou tomar por compadre! Silêncio diante do Senhor! Ouvidos do coração abertos! Pense um pouco: qual a sua atitude diante de Deus? Qual a sua atitude na oração? Qual a sua atitude nas celebrações litúrgicas? “Tira as sandálias dos pés porque o lugar em que estás é uma terra santa” (Ex 3,5); Eu sou o Senhor teu Deus que te santifico!

3. Depois, a fileira de maldições, de bênçãos, de maldições! São tremendas! E são fundadas no pressuposto único: “Se obedeceres; se não obedeceres” (28,1.15). Eu queria ter palavras para incutir no seu coração, meu Amigo, o quanto não se pode fazer pouco de Deus, o quanto não podemos fazer um deusinho do nosso tamanho, um jesusinho do nosso agrado, um evangelhozinho politicamente correto! Só posso repetir: “Fica em silêncio e ouve, ó Israel!” (27,9b)

4. Verdadeiramente impressionante nas maldições é a constante ameaça de uma destruição sem fim para o Povo Santo: “até que sejas exterminado, até que pereças rapidamente” (28,20); “até que pereças” (28,22); “até que fiques em ruínas” (28,24)... Por que toda esta destruição? Como pode um Deus bom, misericordioso, santo, tratar assim o Seu Povo? “Uma vez que não obedeceste à voz do Senhor teu Deus, Ele terá prazer em vos destruir e exterminar” (28,62.63)... Compreenda: a destruição, a escuridão, o extermínio não vêm primeiro de fora; já estão no próprio pecado, na própria rebeldia contra o Senhor! As calamidades externas são apenas expressão exterior da miséria interior, da morte existencial! Basta olhar a nossa sociedade morrendo, a Europa perecendo, o Ocidente cansado, sem graça, envelhecido etária e culturalmente, caminhando a passos largos para a extinção! É a tremenda consequência de virar as costas para o Senhor Deus Vivo e Verdadeiro! “O Senhor te ferirá com loucura, cegueira e demência; ficarás tateando ao meio-dia como o cego que tateia na escuridão... Sereis arrancados do solo em que estás entrando a fim de tomares posse dele... Jamais terás tranquilidade, e a sola do teu pé não encontrará um lugar para descansar. O Senhor teu Deus te dará um coração inquieto, olhos mortiços e respiração fugidia. Tua vida penderá à tua frente por um fio; ficarás apavorado noite e dia, e não acreditarás mais na vida...” (28,28s.63b.65b) E a sentença final: “O Senhor vos fará voltar ao Egito” (28,68), que é o símbolo de toda a escravidão, de toda miséria, de toda vida destruída!

5. Talvez, Amigo, você pense: na Nova Aliança, com Jesus nosso Senhor, isto já não mais tem valor! Engano seu! Leia Mt 10,32s; Gl 6,7-10; Hb 10,19-31! Exatamente porque o cristão, pela Cruz do Senhor, conheceu ainda mais o mistério do amor de Deus, é ainda mais obrigado a amar o Senhor; exatamente porque tem no seu íntimo o Espírito de Amor que Cristo derramou sobre nós, o cristão pode ainda mais deixar-se guiar por esse Espírito bendito que nos dá força para cumprirmos os preceitos do Senhor! Pense bem nisto! Reze o Salmo 1. 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga
Please reload

Procurar por tags