Homilia para o IX Domingo do Tempo Comum – Ano B

Dt 5,12-15 Sl 80 2Cor 4,6-11 Mc 2,23 – 3,6 Caríssimos, comecemos nossa meditação da Palavra de Deus com uma pergunta: o que diz a Escritura Santa sobre o sábado? A palavra shabbat significa repouso. Segundo a narrativa do Gênesis, no sétimo dia, o Senhor Deus repousou de toda a Sua obra, depois de ter visto que tudo que criara era muito bom: “Deus concluiu no sétimo dia a obra que fizera e no sétimo dia descansou de toda obra que fizera. Deus abençoou o sétimo dia e o santificou, pois nele descansou depois de toda a obra da criação (2,2s). No pensamento do Antigo Testamento, o homem deveria, portanto, descansar no sábado para imitar o Senhor Deus e para reconhecer Nele o Criador de todas as coisas. O sábado seria o dia de louvar e bendizer o Senhor pela criação. O homem reconhece, então, que ele não é Deus; é apenas criatura: só o Senhor é Deus, o Criador do céu e da terra! Segundo o Livro do Êxodo, o sábado é santo e deve ser guardado cuidadosamente “como uma aliança eterna” entre o Senhor e os israelitas (cf. 31,13-17). Assim, o sábado não somente celebra a criação, como também a aliança do Senhor Deus com Israel, o Seu Povo escolhido. Para o israelita piedoso, portanto, guardar o sábado é celebrar a Aliança com o Senhor Deus