Please reload

Posts Recentes

Is 53,10-11

Sl 32

Hb 4,14-16

Mc 10,35-45

Comecemos observando o Evangelho.

Notemos como os dois irmãos, Tiago e João, se dirigem a Jesus: “Queremos que faç...

Homilia para o XXIX Domingo Comum - Ano B

October 23, 2018

1/2
Please reload

Posts Em Destaque

A Paixão de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo Lucas - V

April 16, 2019

 

“Simão, Simão! Olha que Satanás pediu permissão para vos peneirar como trigo. Eu, porém, rezei por ti, para que tua fé não se apague. E tu, uma vez convertido, fortalece os teus irmãos”. Mas, Simão disse: “Senhor, eu estou pronto para ir Contigo até mesmo à prisão e à morte!” Jesus, porém, respondeu: “Pedro, Eu te digo que hoje, antes que o galo cante, três vezes tu negarás que Me conheces!” (Lc 22,31-34).

 

Quando leio este trecho do Evangelho recordo sempre do Bispo Emérito de Roma, Bento XVI e nas calúnias pesadas contra ele, sobretudo naquele triste 2009, Ano Sacerdotal, ano do escândalo da pedofilia... Jornais internacionais que, metodicamente, acusaram o Papa, caluniaram-no, mentiram contra ele, atribuíram-lhe uma culpa que ele não tinha de modo algum... Refinada obra do Diabo contra o servo de Cristo... Penso na solidão que aquele pobre Papa viveu, com a imprensa toda contra ele, acusando-o pelo gosto de acusar, simplesmente porque o detestava, porque ele colocava o dedo nas verdadeiras feridas de um mundo que virou as costas para Deus e o Seu Cristo... E penso no Salvador que diz, grave e meigo: “Simão, Simão! Olha que Satanás pediu permissão para vos peneirar como trigo. Eu, porém, rezei por ti, para que tua fé não se apague”. – Senhor Jesus, que chamaste Pedro, que o escolheste, como misteriosamente escolhes os pastores da Tua Igreja , vê o quanto Satanás procura joeirar Tua eira, observa o quanto o Pai da Mentira investe contra aqueles que colocaste à frente da Tua Igreja, simplesmente porque pregam o Teu Evangelho sem desconto, sem falsificações, sem cederem ao mundo, cujo príncipe é o Diabo, Pai da Mentira! Mas, que consolo para cada pastor que Te é fiel, que consolo para nós: “Eu rezei por ti, para que tua fé não se apague!” – eis de onde vem a força dos verdadeiros pastores e a energia da Igreja: da Tua oração, Senhor, nosso Intercessor potente junto ao Pai! “Eu orei por Ti, para que a tua fé não desfaleça! O sofrimento te amadurece, o sofrimento joga-te no Meu Coração mais e mais; a solidão faz com que busques refúgio só em Mim! E tu, uma vez convertido, uma vez mais abandonado em Mim e a Mim unido na Cruz, confirma os teus irmãos!” Falando a Pedro, o Senhor fala a todo verdadeiro pastor da Igreja, a todo aquele que não procura os seus interesses nem os aplausos do mundo, mas os interesses de Cristo na fidelidade ao Evangelho crido continuamente na Igreja católica! A estes, o Senhor ainda hoje diz, no meios das cruzes, sombras e dores do ministério: “Confirma os teus irmãos, confirma todo o rebanho que te confiei! Vem, Pedro! Segue-Me, Pedro! Ergue teus braços, Pedro, como Eu erguerei os Meus na Cruz! Deixa que Eu te cinja e te conduza aonde não gostarias de ir, mas aonde te levo para que participes da Minha dor redentora! Vê: nos teus passos, deves seguir-Me até derramares teu sangue por Mim! Não temas, Simão! Não tenhas medo, Pedro: Eu orei por ti! Isto te basta!

 

Que pena que Simão Pedro não escutou o que o Senhor lhe dissera... Que pena que – como eu, tantas vezes – preferiu confiar em si mesmo e não na oração do Senhor:“Senhor, eu estou pronto para ir Contigo até mesmo à prisão e à morte!” Ó tolo presunçoso! Ó eu presunçoso! Como posso garantir que irei com meu Salvador até a morte se por tão pouco e em tão pequenas coisas O renego? Simão renegou três vezes... E eu, quantas vezes já reneguei o meu Salvador?

 

Interessante a advertência solene de Jesus: “Pedro, Eu te digo que hoje, antes que o galo cante, três vezes tu negarás que Me conheces!” Observe, meu Irmão paciente: Jesus não diz mais “Simão”, diz “Pedro”, Pedra que Eu escolhi, Pedra que eu apoio! Sim: Simão negará três vezes o seu Mestre; mas o Mestre fidelíssimo não voltará nunca atrás na escolha que fez: “Tu és Pedro e sobre esta Pedra Eu edificarei a Minha Igreja, porque ela não se sustenta pela tua fidelidade, Pedro, mas pela força da Minha oração. Sou Eu quem te sustento e sustento a Minha Igreja! A Igreja não é tua; é Minha; não se sustenta na tua fé, mas na Minha fidelidade e na Minha graça! Ainda que me renegues, ela sobreviverá e as portas do Inferno não prevalecerão”

 

Bendito Jesus! Santo Jesus! Doce Jesus!

Nós Vos adoramos, Santíssimo Senhor Jesus Cristo, e Vos bendizemos, porque pela Vossa santa Cruz remistes o mundo! 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga
Please reload

Procurar por tags