Please reload

Posts Recentes

Is 53,10-11

Sl 32

Hb 4,14-16

Mc 10,35-45

Comecemos observando o Evangelho.

Notemos como os dois irmãos, Tiago e João, se dirigem a Jesus: “Queremos que faç...

Homilia para o XXIX Domingo Comum - Ano B

October 23, 2018

1/2
Please reload

Posts Em Destaque

O caminho para a Páscoa na Liturgia Palavra (VIII)

April 16, 2019

 

 

 

 

Jo 8,21-30

 

Muito rica e intensa a perícope que a Liturgia nos faz escutar hoje. Vamos meditá-la por temas:

 

1. O Senhor Jesus Cristo adverte severamente aos judeus: se não crerem Nele, morrerão nos seus pecados! Somente em Cristo Jesus podemos ter o perdão dos pecados, pois não há outro nome debaixo do céu no qual o homem possa encontrar a salvação. Isto não pode ser apagado, não pode ser adocicado nem abrandado! A salvação vem por Jesus nosso Senhor, o único Mediador entre Deus e os homens! Então, todo aquele que, podendo, não crê, corre o seríssimo risco de ficar fora da salvação! Isto não significa que podemos julgar concretamente a situação das pessoas. Não podemos, de modo algum, dizer, por exemplo, que os judeus não podem se salvar! Nós não conhecemos a consciência de cada judeu, não sabemos de sua relação com o Senhor Deus e que chance concreta do ponto de vista objetivo e, daquele outro, subjetivo, esse homem concreto teve de encontrar Jesus nosso Senhor e Nele crer! Sobre isto, é importante ler Rm 9–11! No entanto, resta de pé a tremenda realidade: todo ser humano que vem a este mundo será julgado mediante seu comportamento diante do Cristo Jesus!

 

2. Quando o Senhor diz aos judeus que para onde Ele vai eles não poderão ir, é porque somente na fé, recebendo o Seu Santo Espírito, se pode estar numa comunhão plena com Ele, comunhão de Vida divina, de sentimentos, de destino de Glória. Jesus Cristo é o Caminho! Isto é o que sabemos! Como, então, os não-cristãos poderão se salvar? Isto não sabemos! Sabemos que todos pecaram e que Cristo morreu e ressuscitou por todos e que o desejo de Deus é que todos se salvem e cheguem ao conhecimento da Verdade; sabemos que devemos pregar o Evangelho a toda criatura porque somente em Cristo está a salvação. O resto pertence ao mistério de Deus; somente Ele pode reunir harmoniosa e sabiamente todos estes elementos do Seu mistério de salvação. Uma boa teologia sabe quando falar e quando calar! Uma teologia que deseje explicar tudo não é segundo o Espírito de Deus!

 

3. Muito belo e forte é a peremptória afirmação do Senhor: “Vós sois daqui de baixo; Eu sou do Alto!” Eis: somente Jesus nosso senhor veio do Alto, veio do seio do Pai! Já disseram que Jesus era tão humano que só podia ser Deus. Esta frase é bela como jogo de efeito, mas não tem nada a ver com a fé cristã! Nosso Senhor não é um homem que se torna Deus, mas é Deus, o Filho Eterno, Deus vindo de Deus, Luz vinda da Luz, Deus verdadeiro vindo de Deus verdadeiro, que desce até nós e nos revela o Pai: ninguém jamais viu a Deus; só o Filho pode revelá-Lo verdadeiramente! Nosso Senhor não pode ser comparado a nenhum grande homem: nem Buda, nem Confúncio, nem Lao Tze, nem Moisés, nem Maomé, nem ninguém! Jesus nosso Senhor simplesmente não é um grande homem, não é daqui de baixo: Ele é Deus feito homem! O que Ele tem a dizer sobre Deus é com autoridade, propriedade, experiência imediata únicas, inimagináveis e inauditas! Somente Ele, o Cristo de Deus, pode nos revelar o Pai e do Pai é a Revelação suficiente, definitiva e completa!

 

4. Duas vezes o Senhor utiliza a impressionante expressão “EU SOU”: “Se não crerdes que EU SOU, morrereis em vossos pecados!” Que significa esse EU SOU? Certamente, o primeiro pensamento vai para a passagem da sarça ardente, em Ex 3,14, quando o Senhor Deus revela o Nome a Moisés para que ele se apresente aos israelitas para tirá-los do Egito, salvando-os da morte da escravidão. Mas, mais próximo deste contexto é Is 43,10-12: “As Minhas testemunhas sois vós – oráculo do Senhor – vós sois o servo que escolhi, a fim de que saibais e creiais em Mim e que possais compreender que EU SOU: antes de Mim nenhum Deus foi formado e depois de Mim não haverá nenhum. Eu, EU SOU o SENHOR, e fora de Mim não há nenhum Salvador! Fui eu que revelei, que salvei e falei, nenhum outro Deus houve jamais entre vós!” É um texto simplesmente impressionante! Ao dizer aos judeus que EU SOU, Cristo está dizendo que eles deveriam acreditar Nele e serem Suas testemunhas, pois Ele é o Deus vivo e Salvador, o Deus único de Israel! É grande demais! É impressionante! Mais ainda: esta Divindade do Senhor aparecerá como sinal de contradição na Cruz e na Glória, quando o Filho do Homem, aquele ser misterioso de Dn 7, for levantado da terra! Então, Israel verá que EU SOU!

 

5. Outra realidade impressionante é que esse Jesus Cristo tão grande é totalmente dócil, obediente, referido ao Pai: Ele ouve o Pai, fala somente oque o Pai ordenou, nada faz por Si próprio, mas somente em obediência ao Pai; Ele está com o Pai. É este amor obediente ao Pai que levará Jesus nosso Senhor à Cruz. Na Cruz, o mundo saberá que Ele ama o Pai e faz a Sua vontade!

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga
Please reload

Procurar por tags