Please reload

Posts Recentes

Is 53,10-11

Sl 32

Hb 4,14-16

Mc 10,35-45

Comecemos observando o Evangelho.

Notemos como os dois irmãos, Tiago e João, se dirigem a Jesus: “Queremos que faç...

Homilia para o XXIX Domingo Comum - Ano B

October 23, 2018

1/2
Please reload

Posts Em Destaque

A propósito de Jo 13,16-20

May 21, 2019

 
Jesus Cristo é o único Senhor; Jesus Cristo é o único Mestre. Na Igreja não há outros senhores ou mestres. Qualquer um que seja líder, pastor do rebanho ou mestre do Evangelho, deve, fielmente, transmitir o que recebeu do Senhor pela Tradição escrita ou oral, presente na vida da Igreja por ação do Santo Espírito de Cristo. Na Igreja, o verdadeiro mestre em Cristo, o verdadeiro pastor no Cristo Bom Pastor, deve sempre poder exclamar: “Lembro-vos, irmãos, o Evangelho que vos anunciei, que recebestes, no qual permaneceis firmes e pelo qual sois salvos, se o guardais como vo-lo anunciei; doutro modo teríeis acreditado em vão. Transmiti-vos, em primeiro lugar, aquilo que eu mesmo recebi!” (1Cor 15,1-3a).

 

Nenhum cristão está acima de Cristo; nenhum cristão está no mesmo nível de Cristo! Interessante que o nosso Salvador, naquela última Ceia, tenha dito estas coisas e, no mesmo instante, tenha também feito referência ao discípulo que, mesmo sendo chamado e, sentando-se à Sua Mesa, comendo com Ele, O traíra, levantando contra o seu Mestre o calcanhar da ingratidão...

 

Sim, é bem possível dizer-se cristão e trair o Senhor; é possível ser pastor da Igreja e se esquecer que o discípulo não é maior que o Mestre nem o enviado, maior que Aquele que o enviara... E tudo isto fere, gera escândalos, traz sofrimentos, denigre a vida da Igreja...

Uma coisa é certa: aquele que se coloca fora do seguimento do Mestre, alienando-se do caminho que Ele traçou, não pode ser recebido como um Seu enviado! Somente é verdadeiramente enviado aquele discípulo que se comporta segundo o Mestre e fala o que Dele ouviu e aprendeu, bebendo na perene Tradição de fé e de vida da santa Igreja, Corpo de Cristo e Templo do Santo Espírito, Tradição esta presente nas Escrituras e na existência mesma da Igreja, geração após geração...

 

Mas, não devemos nunca nos assustar: “Desde agora vos digo isto, antes de acontecer, a fim de que, quando acontecer, creiais que Eu Sou”.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga
Please reload

Procurar por tags